Os benefícios das férias para as crianças e para os pais

Postado em 28/11/2017

Os benefícios das férias para as crianças e para os pais

É um tempo privilegiado para a família, onde mais facilmente se coadunam horários e disponibilidades para o fortalecimento de laços familiares, e para fazer as coisas que durante o ano vão ficando de lado por falta de disponibilidade.

As férias são feitas para aproveitar os melhores momentos da sua vida junto com a sua família, não deixe que nada atrapalhe esse momento tão especial, e tão importante. São estes momentos de disponibilidade física e emocional praticamente total, que fortalecem as uniões familiares, sobretudo com as crianças.

É importante consagrar-lhes tempo de qualidade, mas também dedicar-lhes receptividade. Disponibilidade para jogar, para passear, para ir à praia, para ver os desenhos animados, para andar de bicicleta, para ir ao cinema... para rir e sorrir com os seus filhos.

Durante o vosso tempo de férias não fale em escola nem em trabalho. Deixe esse assunto para os últimos dias. Aproveite ao máximo! Liberte-se do stress do trabalho e solte as crianças e adolescentes das angústias e preocupações escolares. Recarregar baterias é importante para ambos e poder afastar-se emocionalmente da rotina é importante para possa regressar com mais motivação e vontade depois as férias. Aborde o regresso às aulas no final das férias, após as suas crianças terem sentido que valeu a pena e que esteve efetivamente com eles! Sentirão mais facilmente que valerá a pena o esforço escolar que terão de empenhar durante o próximo ano letivo. Não seja alarmista nem pessimista pois de nada o irão ajudar. Converse com os seus filhos percebendo as expectativas, as vontades, as ambições, os receios, as angústias e os desafios que se colocam no futuro. Tente antever possíveis dificuldades e equacione com eles, formas de apoio e intervenção atempadas que possam ser necessárias. A consciencialização e visualização de cenários possíveis ajudam a que as crianças percebam as atitudes dos pais, frequentemente incompreendidas.

Aproveite estes momentos e leve os seus filhos para longe das rotinas que habitualmente possuem no seu dia-a-dia. Faça com que experimentem coisas novas. A sociedade contemporânea edifica paredes em volta das nossas vidas e preenche-as com tecnologia. É muito frequente encontrar crianças e adolescentes que pouco saem de casa ou espaços fechados e fazem outras atividades que não estar a ver televisão, navegar na internet ou jogar consola! Deixe isso de lado! Promova-lhes experiências ao ar livre e abra-lhes horizontes.

Muitos referem que não gostam disto ou daquilo por mero desconhecimento. Leve-os a descobrir, parta à aventura natural, cultural, social, gastronômica, desportiva… Tente organizar os dias de férias com atividades enriquecedoras de boa disposição e momentos de família. Possam ir fazer passeios pedestres pela montanha, andar de bicicleta pela beira-mar, ir acampar, fazer um piquenique na serra, descer o rio de canoa, ir à praia fazer snorkeling, experimentar jogos tradicionais, combinar umas futeboladas com os amigos, visitar aquele parque temático que os miúdos tanto solicitam, ir ao jardim zoológico, correr na praia,…, são uma imensidão de atividades que poderá realizar ao ar livre, sem tecnologia ou telemóvel por perto!

Se tiver possibilidade, vá para um lugar desconhecido, onde ninguém possa estar fisicamente e emocionalmente afastado do trabalho para que não o encontrem nem o perturbem com assuntos que podem ser resolvidos depois. Poderá, com os seus filhos, conhecer novas regiões, contatar com novos costumes, hábitos e culturas que culturalmente o enriquecerão.

No entanto, não necessita de passar férias fora de casa para poder aproveitar todos estes momentos. Na sua região existirão certamente atividades à sua disposição que nunca fez, museus ou monumentos que nunca visitou. Mesmo que implique uma deslocação maior, o nosso país é relativamente pequeno para que num redor relativamente próximo possa encontrar atividades tão diversas e tão proveitosas sem que tenha de gastar uma quantia elevada de dinheiro.

Não decida tudo sozinho! Dê oportunidade de se deixar levar pelas sugestões de atividades dos seus filhos. Vá ao interesse deles e mostre-se disponível. Será um excelente modo de poder estar próximo deles com atividades dos interesses deles e não somente dos seus! Deixe-os escolher a praia, a piscina, o campismo,…

É um erro! Não tente compensar os seus filhos do tempo que não se tem durante o ano. Faça-os sentir que as férias são sempre momentos de maior disponibilidade por parte dos pais e se torna mais fácil que possam estar juntos. Reflitam com eles o seu dia-a-dia e verá que lhe irão dar excelentes sugestões para que possam estar juntos ao longo do ano. Podem combinar almoçar juntos uma vez por semana, arranjar um momento após o jantar para brincar com eles, tentarem conciliar horários para irem juntos ao ginásio ou praticar uma atividade desportiva (tênis, jogging, caminhada…), organizem atividades para os feriados e fins de semana. Faça-os entender que são importantes para si não só nas férias, mas sempre!

 

Fonte: Renato Paiva / Clínica da Educação

Fonte da Imagem: Google Imagens

Link da fonte:http://www.clinicadaeducacao.com/blog/topo/2011/08/os-beneficios-das-ferias-para-as-criancas-e-para-os-pais/

Outras Notícias

 

A Criança e a Tolerância
Postado em 12/12/2017

A Criança e a Tolerância

Ensinar tolerância é importante porque aquele que aprende a ser aberto para as diferenças entre as pessoas terá mais oportunidades na educação, nos negócios e em muitos outros aspectos da vida.

...
leia mais »

5 distúrbios do sono das crianças
Postado em 05/12/2017

Despertar noturno: Você acorda no meio da noite com seu filho chorando e gritando, mas quando chega perto, ele parece ainda estar dormindo. Não se assuste, isso é apenas um despertar noturno. “Até os 3 anos a criança manifesta que acordou em média du...
leia mais »

Quando a criança range os dentes
Postado em 21/11/2017

Por que meu filho range os dentes?

Ainda não se sabe exatamente por que as crianças rangem os dentes, mas os especialistas costumam associar o hábito a alguns fatores, como tensão ou estresse, dor (de ouvido ou pelo nascimento dos dentes, por exemplo) e probl...
leia mais »